Mostra de filmes sobre o Césio-137 movimenta exposição Hiroshima Nunca Mais

Espaço Culturama e Exposição Hiroshima Nunca Mais exibem série de filmes sobre a tragédia de Goiânia e movimento antinuclear

Nos dias 16, 17 e 19 de outubro o Espaço Culturama vai abrigar uma programação audiovisual complementar à exposição fotográfica Hiroshima Nunca Mais, tratando da questão do Césio e dos riscos da atividade nuclear. Serão 8 filmes, uma performance do grupo Corpo de Voz e debates onde o público poderá conversar com alguns dos diretores dos filmes e também trocar experiências com integrantes do movimento antinuclear de Angra dos Reis, onde estão instaladas as duas usinas nucleares brasileiras.

No dia 16, às 19h, quem abre os trabalhos da mostra é o grupo Corpo de Voz, com Corpo em Testemunho, um espetáculo de performance e vocalização de poemas que depõem e testemunham sobre tempos sombrios de guerra para relembrar os horrores destas épocas e convocar à paz. A mostra segue com filmes sobre a tragédia goianiense do Césio-137 e dois curtas sobre o impacto e riscos das usinas nucleares em Angra dos Reis.

O destaque fica com a exibição e debate dos curtas Rua 57, n.60 e o premiado Algo do que Fica, que acabam de ser exibidos no Uranium Festival, em Berlim. Os diretores Michael Valim e Benedito Ferreira debaterão com o público nos dias 16 e 19 (veja programação).

Dia 19 também será uma chance de trocar experiências com representantes da Sociedade Angrense de Proteção Ecológica (Sapê), realizadora da exposição Hiroshima Nunca Mais. A Sapê se articula há décadas contra as usinas nucleares Angra I e II por conta dos riscos de um acidente nuclear que poderia repetir uma tragédia semelhante a de Goiânia.


Mostra Césio-137

Local: Espaço Culturama (Avenida T-08, n. 324, Galeria Casablanca, Setor Bueno)

Dia 16/10, 20h

Performance Corpo em Testemunho,
do Grupo Corpo de Voz

Filmes:

– Rua 57, n. 60, Centro

Direção:  Michael Valim

Duração:  9 min

– Amarelinha

Direção:  Angelo Lima

Duração: 3 min

Debate com o diretor Michael Valim

Dia 17/10, 19h

– O pesadelo é azul

Direção:  Ângelo Lima

Duração: 29 min

– Césio 137 – O pesadelo de Goiânia

Direção: Roberto Pires

Duração: 1h35min

Debate com o diretor Ângelo Lima

Dia 19/10, 19h

– A fala do cacique

Direção: Norbert G. Suchanek e Marcia Gomes de Oliveira

Duração: 20 min

– Anjo Azul

Direção: Luís Eduardo Jorge

Duração: 15 min

– Paraíso Nuclear

Direção: SAPÊ

Duração: 20 min

– Algo do que fica

Direção: Benedito Ferreira

Duração: 23min

Troca de experiências com movimento antinuclear de Angra dos Reis (Sapê) e debate com o diretor Benedito Ferreira

Contato com a imprensa:

Juliana Ferreira – Assessora de Comunicação da Articulação Antinuclear Brasileira – (71) 99321 3605 –brasilantinuclear@gmail.com