Noticias   
     ::  O que a ACS oferece?
     ::  Histórico
     ::  Diretoria
     ::  Atualize-se
     ::  Notícias
     ::  Fale Conosco
     ::  Fotos
     ::  Pesquisar Associado
     ::  Links
     ::  Videos
     ::  Tornar-se Sócio
     ::  Ofícios
     ::  Página Inicial
 


ANERMB volta a protestar contra PL 257


A Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares (ANERMB) voltou a protestar em Brasília contra o Projeto de Lei 257/2016 que ameaça direitos trabalhistas dos servidores públicos brasileiros, especialmente dos militares. A proposta foi encaminhada ao congresso nacional ainda no governo da presidente afastada Dilma Rousseff no âmbito da renegociação das dívidas dos Estados com a União e, por pouco não foi aprovada pela Câmara Federal em abril deste ano. Isso só não aconteceu graças à mobilização da ANERMB e da bancada de deputados federais militares que resultou na retirada do projeto da pauta de votação.
Em uma nova rodada de negociação a ANERMB comandou mais uma reunião na Câmara Federal nesta quarta-feira, 15/06, na tentativa de modificar ou de evitar a aprovação do projeto como foi elaborado pelo governo federal. Entre os parlamentares que integram a Frente parlamentar da Segurança Pública na Câmara Federal participaram da reunião os deputados Capitão Augusto (SP), Esperidião Amim (SC) e Laudívio (MG). Todos eles além do major Olímpio (SP), subtenente Gonzaga (MG), Alberto Fraga (DF) e Capitão Augusto (SP) tem trabalhado contra o PL 257.
O vice-presidente da ANERMB, sargento Gilberto Cândido de Lima, que também é presidente da Associação dos Cabos e Soldados (PM/BM-GO) diz que o protesto foi altamente positivo e pode provocar alteração no projeto do Executivo que impede aumento salarial aos militares por um período de dois anos, suspende concursos públicos para as polícias dos vinte e seis Estados e do Distrito Federal, aumenta a contribuição previdenciária, traz mudanças no regime jurídico, aumenta o tempo de serviço, afetando assim a passagem para Reserva Remunerada e põe fim ao posto e graduação imediata. Para Gilberto Cândido a proposta é um desastre para os militares e todos os servidores públicos federais, estaduais e municipais, que acabaram sendo beneficiados pela mobilização das entidades militares e da bancada da segurança pública que evitou a votação e aprovação do PL 257/2016 em abril.
A proposta do governo faz parte do pacote de medidas de alongamento das dívidas dos Estados e prevê, entre outras coisas, um possível congelamento salarial do funcionalismo, corte de até 30% com benefícios pagos a servidores e programas de demissões incentivadas com o intuito de atingir eventuais metas fiscais. Mais uma vez as medidas buscam manter o pagamento de juros e amortizações da dívida ao sistema financeiro e aumentar a arrecadação da União, atingindo diretamente o serviço público e programas sociais, esclarece Gilberto de Lima.
Sob o argumento de controlar os gastos, o governo poderá suspender o aumento real do salário mínimo e reduzir o quadro de pessoal do funcionalismo público por meio de programas de demissões voluntárias.
Das quatro medidas anunciadas, a que impõe limite para o crescimento do gasto da União terá impacto direto sobre os servidores públicos. Pela proposta, a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) estipulará um limite plurianual para as despesas primárias federais em percentual do PIB (Produto Interno Bruto) fixado no PPA (Plano Plurianual). Já a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) fixará um valor nominal do limite de gasto para cada ano e se, na elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), houver previsão de que o teto pode ser descumprido, serão acionadas automaticamente medidas de redução das despesas que estarão divididas em três fases.
Essas três fases envolvem as esferas federal, estadual e municipal, e propõem um programa de demissão voluntária, redução de benefícios, entre outros, voltados principalmente para retirar direitos dos servidores públicos. Servidores públicos na mira
,br> Esse plano do governo é ainda pior do que foi apresentado em fevereiro. Não só porque limita benefícios ou reajustes salariais, mas porque efetivamente seu detalhamento aponta para cortar salários, direitos e emprego, mostrando o descaso repugnante da União com os trabalhadores públicos das três esferas de governo, uma vez que atacar o servidor é atacar os próprios serviços públicos dos quais dependem a população.
Na realidade reafirma que conforme se agravam a crise econômica e a política, os governos federal seguidos pelos estados e municípios, independente de ser do PT, PMDB, PSDB, DEM e outros de direita, terão como alvo amenizar a crise tirando o couro do trabalhador. Neste momento são os servidores públicos que estão na linha de frente e os que têm reajuste de acordo com o salário mínimo. Logo, logo o ataque será generalizado e temos que evitar isso, explica o presidente da ACS Gilberto Cândido de Lima.
Assessoria de Imprensa da ACS Goiânia, 15 de Junho de 2016
 

 

NOVA DIRETORIA E GOIANIRA


A Diretoria da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Bombeiro Militar do Estado de Goiás, no uso de suas atribuições legais nomeou como Diretora Regional da cidade de Goianira e região a Cabo Karina Patrícia Claro.
A Cabo Karina Chamou a atenção da Diretoria desta casa devido ao seu dinamismo, formação acadêmica, participação em causas de interesse público e especial dedicação à carreira militar e aos seus desdobramentos na sociedade; Sempre preocupada em elevar o nome da corporação já colaborou em vários veículos de comunicação com textos e fotos, primando em levar ao público em geral a versão dos fatos verdadeira, antes que a manipulação midiática pudesse manipular a informação depreciando assim o trabalho policial.
Em um momento histórico que a sociedade é bombardeada por notícias, imagens e todo tipo de mídia tendenciosa colocando a carreira militar e os policiais como responsáveis pelas mazelas sociais que não colaboraram para criar, precisamos de pessoas preparadas para informar, defender e lutar pelas causas dos profissionais desta nobre e milenar carreira, pois a ACS PM/BM – GO é antes de tudo a união de todos em prol de cada associado.
Cabo Karina é do CFSD de 2003, formou-se em Gestão em Segurança Pública pela UEG durante o curso de formação, trabalhou por mais de dez anos no COPOM Goiânia, está lotada na 48ª CIPM em Goianira a mais de cinco anos, além da formação militar é também formada em pedagogia pela Castelo Branco e pós graduanda em Gestão e Planejamento em Projetos sociais pela Clarentiano.
 

 

 

 

ACS negocia convênio entre Ipasgo e hospital de Águas Lindas



O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado de Goiás, sargento Gilberto Cândido de Lima, esteve reunido nesta segunda-feira, 13/06, com o presidente do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás, Francisco Taveira Neto na sede do Ipasgo.
Na ocasião os dois conversaram sobre a assinatura de um convênio entre o Ipasgo e o Santa Mônica Centro Clínico e Medicina Diagnóstica, que fica no Jardim Brasília, na Cidade de Águas Lindas, Entorno de Brasília. De acordo com o presidente da ACS a parceria entre o hospital e o Instituto será de grande importância para os servidores públicos estaduais daquela região, especialmente aos militares que atuam no Entorno do Distrito Federal.
O convênio vem sendo articulado pelo sargento Luiz Carlos Vieira Teles, diretor regional da ACS em Águas Lindas, Padre Bernardo Santo Antônio do Descoberto e Alexânia. O sargento Teles também participou da reunião com o presidente do Ipasgo.
Na ocasião Gilberto Cândido de Lima elogiou a atuação do diretor regional na defesa dos associados da Associação dos Cabos e Soldados no Entorno do Distrito Federal. “Graças a um trabalho brilhante do sargento Teles temos avançado e conquistado muitas melhorias para nossos associados e seus familiares. Esse convênio com o hospital Santa Mônica vai dar mais dignidade a eles nos tratamentos médicos e até evitar deslocamentos desnecessários para Goiânia”, explica Gilberto Cândido.
Assessoria de Imprensa da ACS Goiânia, 14 de Junho de 2016
 

 

VISITA AOS IRMÃOS DE FARDA


A Acs/pm/bm-Go, esteve em Luziânia- Go, visitando seus irmãos de farda, Sgt Alessandra e Cb Paixão. Em tempos difíceis nasce um irmão.
O Sgt Gilberto e Sgt Wagner conversaram muito com Cb Paixão que contou como tem se recuperado de uma enfermidade e o quanto Deus tem sido fiel na vida dele e da esposa.
Em breve teremos mais notícias desse lindo casal. Toda família ACS deseja a vocês uma recuperação rápida e agradece pela receptividade.
 

 

ACS/PM/BM-GO ITINERANTE



A Associação de Cabos e Soldados militar e Bombeiros Militar do estado de Goiás, vive hoje 02/06 um momento histórico, feliz e ímpar, tivemos a oportunidade de esta na cidade de Luziânia e Valparaíso de GO.
A Acs/pm/bm-Go itinerante visitou o 10º BPM de Luziânia a convite do Sgt Wagner, na ocasião o presidente da associação Sgt Gilberto Candido conheceu os 164 alunos soldados daquele Batalhão e falou sobre a importância de ser um associado e mostrou aos futuros policiais militares todo trabalho que Acspmbm-Go, tem desenvolvido graças a participação de seus diretores e associados.
O presidente da ACS, Sgt Gilberto esteve também na pecuária de Luziânia onde o Sgt Hudson e Sd Eduardo, estavam dando aula de Direção defensiva aos alunos soldados. La também foi mostrado todo trabalho que a Associação tem desenvolvido.
A Companhia de Choque de Valparaiso recebeu a Acs/pm/bm-Go de braços abertos o Sgt Wagner Martins apresentou seus companheiros ao presidente da ACS, que aproveitou a ocasião e deu uma palestra sobre todas as realizações da Associação, e também esclareceu várias dúvidas dos associados.
É com enorme satisfação que o presidente da Acs/pm/bm-Go, Sgt Gilberto Candido de Lima, agradece a todos que receberam a associação e equipe em sua cidade, em especial os agradecimentos vai também pra o nosso Diretor Sgt Wagner Martins, que não tem medido esforços para ajudar no crescimento da Acs/pm/bm-Go.
 

 

REUNIÃO COM REGIONAIS


O presidente da Acs/pm/bm-go Sgt Gilberto Candido de Lima com o presidente Deliberativo Fiscal Sgt Sergio Goiano, e o vice presidente Pedro Fernandes, se reuniram no dia 30/05, com todos os Regionais do interior, para tratar de assuntos de interesse das suas unidades dos seus BPMS e CIPM.
O presidente falou da importância de elegermos os nossos Parlamentares Municipais, Estaduais e Regionais.
Esclareceu sobre a falta que está fazendo um representante na Câmara dos Deputados Federais, e como os policiais militares de todo país estão passando por muitas dificuldades, com tantos projetos de leis e PECS que tramitam contra a instituições.
Exemplo: APL 257, que querem tirar todos os direitos adquiridos e duras penas.
 

 

 

 

REPASSE ACS/PM/BM-GO


A Associação dos Cabos e Soldados e Bombeiro Militar do estado de Goiás, repassou na manhã de hoje 18/05, uma TV 32 polegadas e uma Atena Parabólica com receptor para cidade de Campos Belos de Goiás – GO, e para cidade de Teresina de Goiás – GO, foi repassado uma Atena Parabólica com receptor.
O Sgt Givaldo fez a entrega dos eletrônicos para o Cabo Real, que agradeceu o repasse dizendo que, só vai somar esses eletrônicos porque através da TV e Antena os associados poderão acompanhar todos os programas do Ronda Policial que é transmitido pela Fonte tv.
 

 

A Associação de Cabos e Soldados Militares e Bombeiros Militares do estado de Goiás está com mais uma parceria


A Acs/pm/bm-Go está com uma parceria o Clube Aguas Correntes Park, sem deixar de mencionar o grande responsável por isso, que foi o nosso representante da ACS, do entorno de Brasília, Sgt, Wagner Martins.
O clube conta com várias atrativos para você associado, como: Piscina, Toboágua, Park Aquático, Trilha ecológica, e muito mais. Neste feriado não deixe de conhecer esse mais novo atrativo que a Acs/pm/bm-Go, tem a oferecer pra você associado.
 

 

   
 
Site desenvolvido por:
Rua 77 nº 145 CEP 74.055-090 Setor Central Goiânia - GO | Fone (62) 3212 5038 E-Mail - acs@acspmbmgo.com.br