Noticias   
     ::  O que a ACS oferece?
     ::  Histórico
     ::  Diretoria
     ::  Atualize-se
     ::  Notícias
     ::  Fale Conosco
     ::  Fotos
     ::  Pesquisar Associado
     ::  Links
     ::  Videos
     ::  Tornar-se Sócio
     ::  Ofícios
     ::  Página Inicial
 

AVISO


 

 

Ponto Facultativo

16.0462015
O governador Marconi Perillo decretou ponto facultativo nas repartições públicas estaduais na próxima segunda-feira, dia 20, véspera do feriado de Tiradentes, conforme o Decreto 8.351, de 15 de abril de 2015.
O ponto facultativo não se aplica aos órgãos que desenvolvem atividades que, por sua natureza ou em razão do interesse público, tornem indispensável a continuidade do serviço. Entre esses órgãos estão as unidades de saúde, de policiamento civil e militar, de bombeiro militar, de arrecadação, fiscalização, e dos Vapt Vupt.
Fonte: Goiás Agora
 

 

ASSOCIAÇÕES PROTOCOLA ACORDO SOBRE MANUTENÇAO DAS PROMOÇÔES



Foi protocolado nesta manhã (13) através do relator do projeto, Deputado Estadual Francisco de Oliveira o acordo celebrado com o Governo, Corporações e Associações sobre a manutenção das promoções dos oficiais que analisa as vagas existentes realizada em Julho


 

 

 

 

Programa Ronda Policial 11 04 2015


 

 


A EQUIPE DA ACS-GO ESTEVE ONTEM NA CIDADE DE PIRINOPOLIS, A PEDIDO DO PRESIDENTE GILBERTO LIMA ENTREGAMOS BENEFICIOS AOS POLICIAIS DAQUELA REGIÃO...!

 

 

Deputados aprovam regulamentação das terceirizações

08/04/2015
A aprovação na noite de ontem (8), pela Câmara, do texto principal do projeto de lei que regulamenta os contratos de terceirização no setor privado e em empresas públicas, de economia mista, suas subsidiárias e controladas pela União, pelos estados, pelo Distrito Federal e pelos municípios, dividiu os maiores partidos da base governista. Os petistas foram os que mais criticaram a regulamentação, enquanto que os peemedebistas foram os que mais apoiaram a aprovação da proposta. Foram 324 votos a favor, 137 contra e 2 abstenções. 

Acordo entre as lideranças partidárias e o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou a votação das emendas e dos destaques que visam a modificar o texto aprovado hoje para ocorrer a partir de terça-feira da próxima semana. O acordo permitiu que os deputados apresentem as emendas e destaques de hoje até as 14 h de terça-feira (4), quando será retomada a votação. Nesse período, o governo e os contrários ao texto aprovado poderão trabalhar para modificar dispositivos da proposta nas votações.

O texto relatado pelo deputado Arthur Oliveira Maia (SSD-BA) e aprovado pelos deputados manteve a possibilidade de a terceirização se dar em toda e qualquer atividade da empresa, permitindo, assim, que a terceirização dos trabalhos possa ser feita em todos os setores de uma empresa. O dispositivo é um dos pontos mais polêmicos do texto, uma vez que, na visão dos contrários ao projeto, isso levará à precarização dos direitos trabalhistas e dos salários. Os opositores à medida vão tentar retirá-la do texto nas votações de emendas e destaques.

Para o relator Arthur Oliveira Maia, a aprovação do projeto foi uma vitória do Legislativo e dos trabalhadores. “Foi uma vitória muito grande, porque hoje nós conseguimos garantir os direitos e dar segurança jurídica a cerca de 12,5 milhões de trabalhadores brasileiros, que nunca tiveram uma lei que lhes assegurassem os direitos trabalhistas. Esta lei é inclusiva, que trouxe os benefícios dos direitos trabalhistas a 12,5 milhões”, disse o relator. Maia disse que hoje não existe uma fiscalização nas terceirizações, o que prejudica os trabalhadores, mas que com a nova lei haverá essa fiscalização.

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), que recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a votação por entender que ela é inconstitucional, disse que esse dia foi extremamente triste para o Parlamento e para os trabalhadores brasileiros. “Os trabalhadores foram apunhalados pelas costas na Câmara, com a retirada de direitos que levaram décadas para serem conquistados e que foram perdidos em uma votação”. Segundo ele, hoje são 45 milhões de trabalhadores com carteira assinada e, desses, 33 milhões empregados diretos e 12 milhões terceirizados. “O que vai acontecer nos próximos anos é a inversão desses números”.

Para o deputado Eduardo Cunha, não houve qualquer vício de inconstitucionalidade na votação de hoje. Segundo ele, o argumento dos deputados do PT, que recorreram ao STF contra a votação, não vai encontrar amparo legal. Cunha não acredita que haverá grandes mudanças no texto aprovado hoje durante as votações de emendas e destaques.  Segundo ele, as modificações devem ser pequenas até pelo comportamento do plenário nas votações. “Acho que o plenário já configurou posição sobre isso [projeto]. Obviamente, um ou outro destaque de detalhe deverá ser acolhido e, certamente, aquilo que mexe no cerne do projeto, que é a discussão de atividade meio e atividade fim, não vejo a menor possibilidade de passar no plenário”, avaliou.

As informações são da Agência Brasil 

 

 

Nota de Falecimento

08.04.2015

É com profunda tristeza e imenso pesar que a ACS PMBMGO  recebeu  a  noticia  do falecimento do Soldado Pedro Henrique Rodrigues Teodoro, ocorrido na noite de ontem.                  

O velório será hoje, a partir das 12h00min, no Cemitério Parque Memorial, e o sepultamento a definir.

Fonte: PM GO
 

 

 

 

Falecimento: Rosiron Wayne de Oliveira

O empresário, ex-policial militar, ex-vereador, ex-deputado estadual e delegado aposentado Rosiron Wayne faleceu no início da tarde desta segunda-feira, 6, em decorrência de complicações renais e hepáticas. Ele estava internado na UTI do Hospital Lúcio Rebelo. O corpo será velado no Cemitério Jardim das Palmeiras, à partir das 17 horas e o sepultamento, no mesmo local, está agendado para esta terça-feira, às 9 horas.

Rosiron Wayne de Oliveira foi vereador pela Câmara Municipal de Goiânia por dois mandatos (1989-1992 e 1993-1996), tendo ocupado a presidência daquela Casa entre 1995 e 1996. Durante seu período como presidente, viabilizou a mudança da sede própria da Câmara para a praça do Trabalhador, na Avenida Goiás. Antes a Casa ocupava parte do edifício Pathernon Center, no Centro de Goiânia.

Graduado em Direito pela UFG, Rosiron foi tenente da Polícia Militar do Estado de Goiás e, posteriormente, se tornou delegado, profissão pela qual se aposentou. Como Oficial da PM, criou o COE, hoje Rotam.
Rosiron Wayne, tinha 69 anos (07 de agosto de 1945), foi Secretário de Estado Especial entre 1990 e 1991. Foi eleitoDeputado Estadual pelo PSC na 14ª Legislatura da Assembleia Legislativa de Goiás (1999-2003). Deixa os filhos Rose Mércia, Rose Marx (Capitão Wayne, ex-vereador e ex-deputado federal) e a esposa Sônia Nogueira. O casal teve mais um filho, o ex-oficial da Polícia Militar Rosiron Wayne de Oliveira Filho, falecido em 1999.

 

 

   
 
Site desenvolvido por:
Rua 77 nº 145 CEP 74.055-090 Setor Central Goiânia - GO | Fone (62) 3212 5038 E-Mail - acs@acspmbmgo.com.br